O virtual e a língua portuguesa, conversa de café

O virtual e a língua portuguesa, conversa de café

Estou a pensar na tarefa que os bons amigos do OLP deram-me, a sentir a responsabilidade e a imaginar tantas possibilidades de escrita. Logo vem a mente os bons momentos de um café com amigas e amigos (embora alguns preferissem um chá ou um sumo), momentos de antes da...
Francamente… em inglês

Francamente… em inglês

            A falar é que nos… understand each other Venho há tempos mantendo uma interessantíssima conversa com um madrileño que está a terminar uma tese sobre a questão da esfericidade da terra no mundo clássico e medieval, daí ter descoberto escrevinhações...
Santiago, casa transitiva

Santiago, casa transitiva

A primeira ilha, a ilha que abriga a cidade do mais antigo nome, a Cidade Velha, berço  da nacionalidade. Foi pensando nela que António Nunes nos ofereceu um dos mais belos  poemas do nosso património cultural: “Sonho que um dia estas leiras de terras quer sejam  Mato...
O AMOR DO RIO 

O AMOR DO RIO 

Os sonhos do porvir, os cantos que cantei, carrego-os [na voz Antes da minha voz, já um nome fora dado a cada coisa [e a cada coisa uma medida Em cada nome pus apenas um sopro de lume insubmisso; [em cada coisa, uma sugestão de prumo e de estrela. Sorve agora das...
A SENHORA DO NÃO ME DEIXES

A SENHORA DO NÃO ME DEIXES

Na manhã quente e luminosa do dia 16 de janeiro de 1983, um domingo, Ana Maria e eu, mais os amigos Maria Lima e Olavo Colares, partimos da Serra do Estêvão ao encontro de Rachel. Grande proprietária de terras, a família Queiroz era dona das fazendas Califórnia,...
Mitificação das Origens da Nacionalidade

Mitificação das Origens da Nacionalidade

Portugal no âmbito da afirmação das nacionalidades europeias na modernidade “Muitas vezes os povos para se libertarem da primazia de outros que lhes estão mais próximos, tanto no espaço como no tempo, apelaram à maior dignidade dos tempos antigos com os quais...