27 February 2021

Cotejar os textos épicos

TEXTO A (Fernando Pessoa)

Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa, Obra Poética e em Prosa, Lello & Irmão, 1986

Texto B (Camões)

A gente da cidade, aquele dia,
(Uns por amigos, outros por parentes,
Outros por ver sòmente) concorria,
Saudosos na vista e descontentes.
E nós, co’a virtuosa companhia
De mil religiosos diligentes,
Em procissão solene, a Deus orando,
Para os batéis viemos caminhando.

Em tão longo caminho e duvidoso
Por perdidos as gentes nos julgavam,
As mulheres c’um choro piedoso,
Os homens com suspiros que arrancavam;
Mães, esposas, irmãs, que o temeroso
Amor mais desconfia, acrecentavam
A desesperação e frio medo
De já nos não tornar a ver tão cedo.

Luís de Camões, Os Lusíadas, (Canto IV), Círculo de Leitores, 1984

2. Escolhe a opção correta.

1. Eminentemente descritivo

2. Referência às lágrimas derramadas pelos que ficam

3. Predomina o sofrimento pessimista

4. Caráter episódico

5. Eminentemente metafórico

6. Predomina o sofrimento esperançoso

7. Referência aos familiares dos que partem

8. Caráter genérico

Também poderá gostar

Sem comentários