Foi o ano passado que o Observatório da Língua Portuguesa (OLP), com sede em Lisboa, ganhou asas e criou a primeira delegação fora de Portugal, estando actualmente estabelecida na sede do Instituto Internacional de Macau (IIM).

“Já está combinado que a partir da parceria a estabelecer com o Instituto Politécnico de Macau (IPM) haverá uma ligação mais estreita com as instituições de ensino superior de Macau. Será o IPM, com o qual julgo que poderá ser assinado um protocolo de cooperação para estabelecer uma relação mais estreita com o IPM, que está a fazer um esforço muito grande para desenvolver a língua portuguesa.”

O protocolo será também acompanhado de uma nova visita de Eugénio Anacoreta Correia, presidente do OLP. “Traz com ele um professor ligado ao Observatório, o professor José Paulo Esperança do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), que vem apresentar o tema ‘valor económico da língua portuguesa’, uma nova palestra sobre um assunto que ainda não foi tratado aqui”, explicou Jorge Rangel.

No relatório de actividades para este ano, o OLP assume o desejo de cooperar com todas as instituições de ensino superior de Macau. Ler o artigo completo (Hoje Macau)

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar