Uma vendedora ambulante “Zungueira” exibe a sua mercadoria nas imediações do mercado de São Paulo, em Luanda, Angola, 14 de novembro de 2018. AMPE ROGÉRIO/LUSA

Ao longo de 2021, as vendedoras ambulantes demonstraram o seu descontentamento, queixando-se de perseguição e do modo de atuação dos fiscais, e «zungueira» acabou mesmo por ser escolhida pelos angolanos como PALAVRA DO ANO® 2021, com 28,5% da votação.

Em segundo lugar, «lixo» arrecadou 22,7% dos votos, demonstrando a preocupação da população com os riscos para a saúde pública que resultam dos vários meses sem recolha de lixo em Luanda.

Com 13,6%, a terceira classificada é a palavra «crime», refletindo o sentimento de insegurança dos angolanos com o aumento da taxa de criminalidade e da violência.

Além das três palavras que ocupam o pódio, houve mais sete vocábulos que estiveram em votação ao longo do mês de dezembro em www.palavradoano.co.ao:

  • Zungueira 28,5%
  • Lixo 22,7%
  • Crime 13,6 %
  • Cesta básica 12,7%
  • Vacina 9,7%
  • Manifestação 4,3%
  • Inflação 4,2%
  • Agricultura 2,3%
  • Seca 1,6%
  • Privatização 0,6%

A PALAVRA DO ANO® é uma iniciativa da Plural Editores que tem como principal objectivo sublinhar a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa, património vivo e precioso de todos os que nela se expressam, acentuando, assim, a importância das palavras e dos seus significados na produção individual e social dos sentidos com que vamos interpretando e construindo a própria vida. Saiba mais.

Partilhar