Brasília, 24 out (Lusa) – A Universidade do Minho juntou-se hoje a outras 17 instituições de ensino superior portuguesas que aceitam os resultados do exame final do ensino secundário brasileiro na seleção de estudantes.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) assinou um convénio inconstitucional com a Universidade do Minho para oficializar o uso dos resultados do Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] como forma de seleção de estudantes brasileiros”, lê-se numa nota divulgada hoje pelo instituto brasileiro.

A presidente do INEP Maria Inês Fini recebeu hoje o reitor e presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, António Cunha.

“Há uma explosão no ensino superior na América Latina, muito estimulado pela grande parcela de jovens na população. O Enem faz essa seleção muito bem. É um exame no qual confiamos”, afirmou o reitor, dando conta do interesse das universidades portuguesas em ampliar a cooperação com o Brasil.

Segundo o INEP, a Universidade do Minho “tem hoje mais de 500 estudantes brasileiros, que representam o maior grupo de estrangeiros da instituição”.

“A pós-graduação reúne a maioria deles, mas é crescente o interesse de brasileiros em cursar a graduação na universidade”, de acordo com o instituto.

Desde 2014, que vários acordos têm sido assinados para que instituições de ensino superior portuguesas aceitem o Inem.

Entre elas estão as universidades de Coimbra, do Algarve, de Aveiro, de Lisboa, do Porto, da Madeira, dos Açores e da Beira Interior, para além de nove institutos politécnicos.

ANYN // ARA – Lusa/Fiminep

 

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar