E Ricardo Fonseca Mota ganhou prémio Agustina Bessa-Luís.

A escritora Teolinda Gersão recebeu esta quarta-feira o prémio Fernando Namora. Pela segunda vez, a autora foi distinguida com este galardão que foi entregue ao mesmo tempo que foi atribuído o prémio Agustina Bessa-Luís ao escritor Ricardo Fonseca Mota.

Os dois prémios literários foram entregues pelas mãos do presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, numa cerimónia no Casino do Estoril.

Teolinda Gersão já é repetente. É a única escritora da história do prémio Fernando Namora que recebe a distinção pela segunda vez. Agora foi pelo livro “Passagens”, editado em 2015 pela Sextante.

“Passagens” é, nas palavras do presidente do júri, Guilherme d’Oliveira Martins, um livro sobre as relações humanas actuais. Fala de cuidadores e de doentes.

Com menos de 30 anos, Ricardo Fonseca Mota viu o seu livro “Fredo” também a ser distinguido pelo júri, que cola na capa do livro editado pela Gradiva o nome de Agustina Bessa-Luís, patrona deste galardão.

A capacidade de contar histórias, que recordam o Holocausto, foi sublinhada pelo leitor e também Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que entregou os prémios. Ler o artigo completo.

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar