Praia, 06 jan 2023 (Lusa) – As televisões públicas de língua portuguesa querem retomar os encontros bianuais, de forma rotativa e para discutir os problemas do setor e realizar formações, disse hoje fontes oficiais, na cidade da Praia.

“Podemos seguramente fazer essa rotação nos nossos seis países [Portugal e mais os cinco Países Africanos da Língua Oficial Portuguesa (PALOP)], podemos avançar com essa ideia que já existiu há alguns anos e que é essencial para que possamos caminhar conjuntamente e melhorarmos”, desafiou o presidente do conselho de administração da RTP, Nicolau Santos, que está na cidade da Praia para participar nas comemorações dos 25 anos da RTP África.

O presidente da Televisão Pública de Angola (TPA), Francisco Mendes, lembrou que o fórum aconteceu uma única vez em 2018, tendo ficado parado por causa da pandemia da covid-19, mas entendeu que as televisões públicas devem trabalhar na sua reativação.

“Porque isso vai permitir que concretizemos muitos projetos em comum”, salientou o dirigente, apontando emissões especiais conjuntas em algumas datas, que fossem transmitidas para todos esses países.

O presidente da TPA lamentou uma “cooperação muito pequena” na troca de conteúdos entre as televisões públicas, considerando que este é um dos aspetos a melhorar, bem como formação, intercâmbio.

Neste sentido, espera que o evento realizado pela televisão pública portuguesa sirva para aproximação entre as televisões e os outros órgãos de comunicação de língua portuguesa.

Do programa das comemorações dos 25 anos da RTP África, foi realizada na manhã de hoje uma conferência na Praia, sob o tema “Televisão Pública: serviço e inovação”, que contou com a participação de todos os presidentes das televisões públicas dos PALOP e do comentador político Marques Mendes.

O presidente da RTP destacou o envolvimento de todos os países africanos de língua portuguesa na criação da RTP África, em 1998, enfatizando o sucesso e dizendo que está a “fazer a diferença”.

Além da retoma dos encontros entre as televisões, Nicolau Santos propôs ainda a retoma da Net RTP, que permitia aos operadores privados emitirem dois conteúdos da televisão pública por dia sem nenhum encargo financeiro.

“Eu penso que isso é também algo muito importante retomar, essa capacidade de nos auxiliarmos mutuamente, de nos tornarmos melhor mutuamente e de nos conhecermos melhor mutuamente”, afirmou o presidente.

As comemorações dos 25 anos da RTP África prosseguem no sábado com uma gala e espetáculo musical na cidade da Praia.

RIPE // PJA – Lusa/Fim

Partilhar