Arquipélagos da Macaronésia (Madeira, Cabo Verde, Açores e Canárias) vão ter “grande importância” ao nível do intercâmbio comercial na bacia do Atlântico, diz Miguel Albuquerque.

O presidente do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque, disse hoje (16/9/2015), no Funchal, que os quatro arquipélagos da Macaronésia vão assumir em breve uma “grande importância” ao nível do intercâmbio comercial na bacia do Atlântico.

“Estamos num interface entre a Europa, África, América do Sul e América do Norte e tudo indica que o fluxo de intercâmbio entre estes continentes vá aumentar”, afirmou Miguel Albuquerque na abertura do Encontro Internacional da Economia Criativa Lusófona, que decorre no Funchal até 20 de setembro e reúne diversas entidades da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O presidente do governo madeirense destacou que os arquipélagos da Macaronésia (Madeira, Cabo Verde, Açores e Canárias) dispõem das infraestruturas adequadas para lidar com a nova realidade, lembrando, por exemplo, que o Registo Internacional de Navios da Madeira teve um crescimento nos últimos vinte meses de 350% em termos de tonelagem e 100% em número de embarcações.

(…) Tal como o presidente do governo regional, Luís Amado considera que o sistema atlântico vai assumir, neste século, grande importância, tendo em conta que é um “mar de paz”, quando comparado com o Mediterrâneo, o Pacífico e o Índico.

Partilhar