Realizado pelo brasileiro radicado em Moçambique Licínio Azevedo, “Virgem Margarida” foi escolhido entre 19 filmes africanos que disputavam aquela categoria no festival, dedicado ao filme engajado.

Virgem Margarida“, estreado em novembro de 2013, narra o drama de uma adolescente moçambicana de 16 anos, Margarida, que, após a independência, em 1975, é enviada, por engano, para um campo de reeducação de prostitutas, no Niassa, no norte de Moçambique.

O filme, coproduzido por Moçambique, Portugal, França e Angola, já tinha sido premiado no Festival Internacional de Cinema de Toronto.

 

LAS // PJA – Lusa/Fim

Foto: Vista da cidade de Argel na Argélia, 27 de fevereiro de 2001. ANTONIO COTRIM/LUSA

 

Artigo relacionado:

Partilhar