Maputo, 11 jan (Lusa) – Vinte e um mil estudantes de Moçambique iniciam hoje exames de ingresso para apenas 4.910 vagas na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), o maior estabelecimento de ensino superior no país, indicam dados divulgados em comunicado pela instituição.

De acordo com a nota de imprensa, 75% dos candidatos a ingresso na UEM são provenientes da capital do país e província de Maputo, na região sul, seguidas das províncias de Gaza e Inhambane, também no sul, com 5% cada.

As províncias de Niassa, norte, e Tete, centro, têm a menor percentagem de candidatos, com cerca de 1% cada.

O comunicado da UEM refere que 49% dos estudantes candidatos são do sexo feminino e 51% são do sexo masculino.

Medicina, Direito, Administração Pública e Economia são os cursos mais procurados, indica ainda a maior universidade pública em Moçambique.

PMA // MP – Lusa/Fim
close
Subscreva as nossas informações
Partilhar