3 March 2021

VI Congresso da Cidadania Lusófona

Seis anos após termos lançado este novo conceito da “cidadania lusófona”, ainda há muita gente que o estranha. Assumimo-nos, naturalmente, como cidadãos portugueses, por um lado, e como cidadãos do mundo, por outro. Assumimo-nos ainda, com a mesma naturalidade, como cidadãos europeus. Mas ainda não nos assumimos tão naturalmente como cidadãos lusófonos.

Seguindo o célebre “slogan” de quem assumiu como sua Pátria a língua portuguesa (falamos, claro está, de Fernando Pessoa), “primeiro estranha-se, depois entranha-se”. Chegará – estamos certos disso – o dia em que, naturalmente, nos assumiremos, todos, como cidadãos lusófonos.

Tal como ocorreu nos cinco primeiros Congressos da Cidadania Lusófona, também o VI Congresso reunirá uma série de personalidades que muito se têm batido pelo reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – no plano cultural, desde logo, mas também nos planos social, económico e político. Uma vez mais, iremos agregar Associações da Sociedade Civil de todos os países e regiões do espaço lusófono, desta vez em torno do tema “Prioridades para a Lusofonia no início de uma nova década”.

O VI Congresso da Cidadania Lusófona irá decorrer em Novembro, nos dias 26 e 27, no Palácio Valenças, por especial deferência da Câmara Municipal de Sintra, no Liceu Pedro Nunes e na Casa de Angola, em parceria com a Associação Nacional de Professores de Português e, como sempre, com o patrocínio institucional da PASC: Plataforma de Associações da Sociedade Civil – Casa da Cidadania e da NOVA ÁGUIA: Revista de Cultura para o Século XXI, contando ainda com o apoio de dezenas de outras Instituições.

Optámos, uma vez mais, por estender o Congresso a um Liceu – o Liceu Pedro Nunes, um dos mais prestigiados da capital portuguesa – porque queremos chegar um público mais jovem. Estes Congressos, por procurarem desde logo defender e difundir o conceito de uma cidadania lusófona, têm uma dimensão fortemente pedagógica. Mais do que um conceito, tratar-se-á de vivenciar uma experiência. Durante dois dias, iremos ter a experiência bem concreta de uma mesma cidadania, mais de que isso, de uma mesma fraternidade. No fundo, é isso que tem germinado nestes Congressos: uma fraternidade lusófona. Algo que, estamos certos, irá consolidar-se e frutificar num futuro próximo.

Renato Epifânio

Presidente do MIL: Movimento Internacional Lusófono

Para mais informações: cidadanialusofona@gmail.com

Ler mais: https://cidadanialusofona.webnode.com/

Também poderá gostar

Sem comentários