Miranda do Douro, 26 jun (Lusa) – Cerca de 120 pessoas, com idades compreendidas entre os sete e os 80 anos, inscreveram-se através da rede social “Facebook” para a leitura da versão traduzida para língua mirandesa de “Os Lusíadas”.

“Não se esperavam tantas inscrições para esta iniciativa, cujo elo de ligação é a língua mirandesa”, disse hoje à agência Lusa o autor da tradução de “Os Lusíadas” para língua mirandesa, Amadeu Ferreira.

A maratona de leitura está agendada para o primeiro fim de semana de agosto e fará parte das atividades paralelas do Festival Intercéltico de Sendim.

“Não se pretende que a leitura de ‘Os Lusíadas’ seja feita por pessoas com grandes dotes oratórios, mas sim que seja um ato de pertença da língua mirandesa para o país”, destacou o escritor.

Segundo o especialista em língua e cultura mirandesa, mais de 60 por cento das pessoas que aderiram à iniciativa são estudantes, o que vem provar que os mais jovens começam a despertar para a aprendizagem da segunda língua oficial em Portugal.

“Numa altura em que os portugueses andam um pouco de cabeça caída, faz bem ao ego ler Camões, já que nos traz à memória os feitos dos portugueses e as dificuldades ultrapassadas ao longo da nossa História”, referiu. Ler o artigo completo (Porto canal)

Mirandês, outra língua:

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar