Lisboa, 25 jan 2012 (Ecclesia) – Segundo aquela organização,  com cerca de 25 anos de experiência, são cada vez mais instituições nesta área que apresentam “uma maior preocupação com o desenvolvimento integrado”, algo “que só será efetivo se envolver os participantes” e “tiver em conta as potencialidades específicas de cada cultura e sociedade”.

O tema esteve em destaque durante o Seminário “Lusofonia: Valores e Desenvolvimento”, dia 19 de janeiro, na Universidade Católica do Porto.

Uma iniciativa organizada pelos LD e que contou com a presença de oradores como a economista Manuela Silva, o antigo ministro das Finanças e atual presidente do Centro Nacional de Cultura, Guilherme d’Oliveira Martins, e Eugénio Anacoreta Correia, responsável pelo Observatório da Língua Portuguesa.

Instituídos oficialmente em abril de 1986, os LD são uma associação católica, dotada de personalidade jurídica canónica e civil, que tem como objetivo promover o crescimento integral e sustentado das pessoas e comunidades de Portugal e dos países em vias de desenvolvimento.

Com o apoio de dezenas de voluntários, promovem atualmente atividades de caráter solidário no território nacional e em São Tomé, Angola, Moçambique e Timor.

 

FONTE: Ecclesia

 

Aceder a Leigos para o Desenvolvimento

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar