2 March 2021

Universidade pública do Brasil abre vagas para refugiados

São Paulo, Brasil, 04 ago (Lusa) – A Universidade Federal do ABC, instituição pública localizada em cidades próximas de São Paulo, anunciou hoje que criou uma cota com 12 vagas para refugiados e requerentes de estatuto de refugiado no Brasil nos seus cursos de graduação.

A resolução foi aprovada no Conselho Universitário da instituição, que determinou que as vagas estarão disponíveis nas cidades universitárias de Santo André e São Bernardo do Campo, cidades próximas de São Paulo, a partir de 2018.

Das 12 vagas, oito são para Ciência e Tecnologia nas cidades de Santo André e São Bernardo do Campo. As quatro vagas restantes são para os cursos de Ciências e Humanidades em São Bernardo de Campo.

“Ao criar condições para receber refugiados com as qualificações apropriadas na universidade, a UFABC reafirma que direitos humanos, educação e ciência são valores universais da humanidade”, disse o reitor da instituição, Klaus Capelle.

Para participar na seleção, os refugiados e requerentes do estatuto de refugiado devem realizar este ano o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), uma prova aplicada pelo Governo brasileiro, e inscreverem-se nos respetivos cursos através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), que direciona as vagas de grande parte das instituições públicas no Brasil.

No ano passado, o número total de refugiados no Brasil aumentou 12%, segundo o último relatório sobre refúgio no Brasil elaborado pelo Comité Nacional para os Refugiados (Conare) divulgado no último mês de junho.

Em 2016, a maior parte dos refugiados reconhecidos no Brasil veio da Síria (326), República Democrática do Congo (189), Paquistão (98), Palestina (57) e Angola (26).

CYR // EL – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES