7 March 2021
A Universidade de Massachusetts em Lowell, nos Estados Unidos da América (EUA), quer abrir uma licenciatura em português. Até 2017 a instituição vai acolher professores portugueses convidados para ajudar a construir o curso.

Universidade americana vai ter licenciatura em português

Segundo a universidade, o programa de estudos vai abrir na primavera de 2015 com Ana Valdez, investigadora do Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa que está atualmente a fazer um pós-doutoramento na Universidade de Yale e já lecionou em Brown e Columbia.

A docente vai iniciar o projeto com a disciplina “A Primeira Globalização: os Portugueses e a Era dos Descobrimentos” sobre “a história de Portugal e o seu papel no primeiro movimento mundial de globalização, com a expansão da Península Ibérica para África, as Américas e a Ásia, incluindo a chegada dos primeiros europeus ao Japão em 1543?. O programa vai ainda oferecer três cursos de línguas no segundo semestre e um curso de estudos de cinema lusófono.

Já este Outono, a Universidade de Massachussets começou um programa de escritores residentes na universidade com participação portuguesa. A escritora e jornalista Filipa Melo foi a primeira autora convidada, tendo, o mês passado, dado uma palestra com o tema “Whitman e Pessoa, Irmãos no Universo”.

O novo programa de estudos portugueses vai contar com o apoio da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e do Centro Saab-Pedroso para os Estudos Portugueses e Culturais.

O Centro Pedroso-Saab para Estudos Portugueses e Culturais, coordenado pelo Professor Frank F. Sousa, foi fundado em Massachusetts no ano passado, com a contribuição de Luís Pedroso e do casal Mark Saab e Elisia Saab, empresários de origem portuguesa que entregaram cerca de 850 mil dólares (660 mil euros) para o projeto.

O centro de estudos tem como parceiros as universidades de Lisboa e Braga. Os alunos da Universidade de Massachusetts podem, assim, frequentar aulas de português ou realizarem trabalhos de investigação em parceria com estas universidades nacionais, nomeadamente nas áreas da nanotecnologia e tecnologia amiga do ambiente.

Fonte: Portal 351

Foto extraída do Facebook

Também poderá gostar

Sem comentários