Praia, 18 fev (Lusa) – A Universidade de Cabo Verde (UNICV) inicia em março um programa científico com o objetivo de fomentar o interesse pela graduação em ciências sociais e fortalecer a formação de novos cientistas nesta área.

O projeto-piloto do Programa de Iniciação Científica em Ciências Sociais (PICCS), hoje apresentado na cidade da Praia, deverá arrancar em março, estando prevista a atribuição de 10 bolsas para a sua frequência.

“O programa foi criado para despertar, incentivar e promover a investigação científica ao nível da graduação. Despertar a vocação científica, incentivar e promover a cultura de construção do conhecimento”, explicou à agência Lusa Crisanto Barros, coordenador do curso.

Tem ainda como meta fomentar a participação de estudantes na atividade científica, contribuindo para melhores trabalhos científicos e para fortalecer a formação de novos cientistas sociais.

O PICCS integra o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Universidade de Cabo Verde, que inclui ainda cursos de doutoramento e mestrado em ciências sociais.

O curso de doutoramento iniciou em novembro a sua segunda edição, enquanto o de mestrado cumpre já a quinta.

O Programa de Pós-graduação conta com um grupo de professores e investigadores nacionais além de um leque de investigadores de universidades estrangeiras, nomeadamente a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO) da Universidade Federal da Bahia, Instituto de Estudos Políticos de Bordéus (França), Universidade Católica de Louvaina (Bélgica), Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília (Brasil) e UNISINOS (Brasil) e CEsA do ISEG da Universidade de Lisboa.

No âmbito das ciências sociais, a Universidade de Cabo Verde tem ainda em curso uma investigação sobre “Famílias e Migrações: estudo comparativo de dinâmicas de emigração para a Europa e os EUA”, projeto que deverá estar concluindo em setembro deste ano.

O projeto visa compreender as transformações das famílias cabo-verdianas expostas aos efeitos da globalização.

“Pretende analisar de forma aprofundada a relação entre a globalização, fluxos migratórios e a plasticidade da família cabo-verdiana para se ajustar às políticas públicas dos países de acolhimento”, segundo a UNICV.

Também hoje, a UNICV apresentou o livro “As Ciências Sociais em Cabo Verde: temáticas, abordagens e perspetivas teóricas”, que inclui parte das comunicações apresentadas no Colóquio Internacional “As Ciências Sociais em Cabo Verde. Quem somos? Para onde vamos?”, realizado em setembro de 2012 na cidade da Praia.

O livro reúne textos sobre migrações, elites, atores políticos e sociais, Estado, problemas ambientais, género, parentesco e rituais funerários, entre outros.

Os textos foram organizados pelos professores e investigadores Cláudio Alves Furtado (Brasil), Pierre-Joseph Laurent (Bélgica) e Iolanda Évora (Portugal/Cabo Verde).

CFF // EL – Lusa/Fim
UNICV - Universidade de Cabo Verde

UNICV – Universidade de Cabo Verde

 

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar