UNESCO está à procura de profissionais da área da Cultura e das Ciências Sociais para integrar a Divisão dos Objectos Culturais e Património Imaterial. Há uma vaga aberta e o escolhido será responsável pela gestão e execução de um programa regional nos países lusófonos africanos: Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Quem preencher esta vaga terá como principais funções, por exemplo, “definir um plano de trabalho e orçamento para cada país beneficiário; acompanhar a execução de todas as actividades ou ainda assumir todas as tarefas administrativas e organizacionais necessárias para acompanhar e implementar essas actividades”.

Os interessados deverão ter formação superior (licenciatura e/ou mestrado) em Antropologia, Cultura, Ciências Sociais e/ou Desenvolvimento Internacional e possuir dois a quatro anos de experiência profissional. Exige-se experiência relevante em “gestão de património ou em política cultural e gestão de projectos”, além de, pelo menos, um ano de experiência internacional.

Às competências referidas, o candidato deve juntar também as competências em gestão de projectos, elaboração de relatórios e avaliações; demonstrar fortes habilidades de escrita e ser capaz de trabalhar num ambiente multicultural.

Além do domínio do português e do inglês, que é uma exigência, os candidatos com conhecimentos do francês serão valorizados. O salário previsto oferecido pela organização é de 48 mil euros anuais e as candidaturas devem ser efectuadas até 6 de Março, esta quinta-feira.

Fonte: Público

Foto: “Parada cultural” da China e dos países de língua portuguesa. Macau, China, 3 de Novembro de 2013. CARMO CORREIA/LUSA


Partilhar