Bissau, 05 ago (Lusa) – A União Europeia disponibilizou cursos em português, na Internet, para deputados da Guiné-Bissau sobre as técnicas de gestão das finanças públicas mas que também podem ser consultados por qualquer pessoa interessada.

A iniciativa inscreve-se no projeto para o reforço das competências técnicas e funcionais das instituições superiores de controlo nos parlamentos nacionais e sociedade civil para o controlo das finanças públicas nos Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP) e em Timor-Leste (Pro PALOP-TL ISC).

Com um financiamento de 6, 5 milhões de euros, dos quais, 6, 4 milhões administrados pelo PNUD, por um período de três anos, o projeto visa o reforço das capacidades de controlo externo, de fiscalização legislativa e de escrutínio do público às finanças públicas nos PALOP e em Timor Leste.

Os cursos, ministrados à distância em língua portuguesa, podem ser consultados gratuitamente na plataforma global AGORA, sem qualquer custo.

Oferecem uma série de sugestões práticas sobre como tornar o trabalho mais eficaz em várias vertentes, acompanhadas por exemplos concretos e estudos de casos de todo o mundo.

MB // EL – Lusa/Fim
Linha de fronteira de Pirada, Guiné-Bissau, 26 de fevereiro de 2016. LUIS FONSECA/LUSA

Linha de fronteira de Pirada, Guiné-Bissau, 26 de fevereiro de 2016. LUIS FONSECA/LUSA

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar