Cairo (Do enviado especial) – O acto a ter lugar numa das unidades hoteleiras da cidade do Cairo visa, fundamentalmente, celebrar a data no espirito do dia da Cultura, instituido pelos líderes dos respectivos países com o fim de melhorar a coooperação e os laços entre os seus povos.

O Duo Canhoto tem exibido as suas canções em umbundo e português, evidenciando alguns géneros dos povos das zonas centro e sul do país, em Tchissosi, o estilo semba e kilapanga dos povos do norte e também o mungomba e katita, outros géneros  da zona sul de Angola.

Durante o evento, o Duo Canhoto vai interpretar canções sobre a realidade da cultura angolana com uma simbeose de intercalação e valorização da culinária, das celebrações dos mitos e da generalidade dos padrões de comportamentos.

Os trovadores  António Moisés Ekuikui e Guilherme dos Anjos Mauricio interpretam também canções de outros artistas e trovadores da praça angolana.

Têm como destaque desde a sua criação, o disco “Lado Esquerdo” lançado em 2005, com dez faixas musicais, gravado em Lisboa e que conta com ricas mensagens sobre a realidade da trova angolana logo após a indenpência nacional.

Em digressões já feitas transportando a mensagem da cultura angolana, Ekuikui e Mito cantam em vários países desde quando a trova angolana participou em Agosto de 1998 no Festival Mundial da Juventude, na Costa da Caparica, Portugal, em 2005 na Expo-Japão, em Julho de 2009, no festival Pana-Africano, na Argélia, e em 2010 na Expo-Xangai.

Estarão presentes neste acto da comemoração do dia da cultura, o embaixador de Angola, Pedro Hendrick Vaal Neto, na qualidade de coordenador do nucleo dos embaixadores de língua portuguesa na zona árabe, bem como o de Portugal, Aristides Gonçalves, do Brasil, Cesário Melantónioi, e José Miguel, encarregado de negócios de Moçambique.

Angola assume a presidência da CPLP.

No entanto, na cidade do Cairo, os embaixadores da CPLP criaram em Novembro de 2010 o seu núcleo cujo objectivo visa a implemetação das resoluções saídas da décima reunião ordinária do Conselho de ministros da Comunidade dos Países de Lingua Portuguesa (CPLP)  realizado de 19 a 20 de Julho de 2005, em Luanda, tendo sido aceitável a criação desta instituição para os objectivos fundamentais dos Estados membros.

Para a dinamização e o cumprimento gradual destas resoluções, os embaixadores de Angola, de Portugal, do Brasil e o encarregado de negócios e ministro conselheiro de Moçambique, criaram o núcleo à luz da resolução do Conselho de Ministros sendo de agora em diante um instrumento válido para os objectivos comuns na Zona Árabe.

No Egipto, o núcleo dos países membros da CPLP, representados pelos embaixadores dos quatro países acreditados neste país árabe, nomeadamente, Angola, Brasil, Portugal e Moçambique, tinha agendado, na sua primeira reunião realizada em Novembro de 2010, para este ano, um encontro internacional na para a divulgação da cultura e da literatura dos escritores da comunidade.

 

FONTE: ANGOP

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar