1 March 2021
Biblioteca Camões, Lisboa

Três biografias de “Mestres da Língua Portuguesa” apresentadas em Lisboa

Lisboa, 07 nov (Lusa) – Três biografias de “Mestres da Língua Portuguesa” – Fernando Pessoa, Cecília Meireles e José Craveirinha -, de autoria de José Chichorro Rodrigues, são hoje apresentadas na Biblioteca Camões, em Lisboa.

As biografias fazem parte da coleção “Mestres da Língua Portuguesa”, iniciada há três anos, e que conta 16 volumes, com o 17.º, a sair no primeiro trimestre do próximo ano, dedicado a José Saramago (1922-201), o único escritor de Língua Portuguesa, que recebeu um Prémio Nobel da Literatura.

A apresentação, hoje, às 18:00, na Biblioteca Camões, é uma iniciativa da Junta de Freguesia da Misericórdia, e “dá uma ideia do universo da coleção, que é o da lusofonia, e se destina a um público geral que quer conhecer melhor os autores”, disse à agência Lusa, Chichorro Rodrigues.

“Cada obra é uma viagem pela vida do escritor, pois cada título acompanha o autor desde o seu nascimento até à sua morte, contextualizando-o na sua época, referindo os seus textos literários e vida profissional”, disse.

A biografia de Fernando Pessoa, que hoje é apresentada, foi adaptada a teatro pelo grupo Passagem de Nível, de Alfornelos, nos arredores de Lisboa, adaptação que lhe valeu o Prémio Ruy de Carvalho, do Festival de Teatro Amador de 2016.

Cecília Meireles, de origem açoriana, nasceu em 1901 no Rio de Janeiro. Amália Rodrigues gravou poemas seus, com música de Alain Oulman, nomeadamente, “Naufrágio” e “Soledad”.

O moçambicano José Craveirinha foi o primeiro autor africano distinguido com o Prémio Camões, o mais importante galardão literário da língua portuguesa.

Nesta coleção, além de Craveirinha (1922-2003), encontra-se outro autor africano, o poeta cabo-verdiano Eugénio Tavares (1867-1930).

Quanto a autores brasileiros, além de Cecília Meireles (1901-1964), a coleção contempla José de Alencar (1931-2011), Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) e Machado de Assis (1839-1908).

Entre os portugueses, maioritários na coleção, marcam presença Luís de Camões (1524-1580), padre António Vieira (1908-1697), Florbela Espanca (1894-1930) e Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004).

Jorge Chichorro Rodrigues é licenciado em Tradução pelo então Instituto Superior de Línguas de Administração, de Lisboa, e em Estudos Portugueses pela Universidade Autónoma.

“Da Comunidade Luso-Brasileira à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa” é o título da tese de mestrado que apresentou na Universidade Aberta, e que foi publicada no Boletim da Sociedade de Geografia de Lisboa, em 1997.

O autor tem publicado vários artigos na imprensa sobre esta matéria, e é um dos colaboradores do Dicionário Temático da Lusofonia.

Jorge Chichorro Rodrigues é autor das obras de ensaio “Fi-Luso-Fando (Uma Viagem Poética pela Cultura Portuguesa)”, “Ser Português”, e ainda “O Princípio do Mundo”, um romance sobre a viagem de Pedro Álvares Cabral, “O Búzio Encantado”, também romance, “Deus, Poesia, Natureza”, um livro de aforismos, e “A Voz da Inocência”, que definiu à Lusa como “prosa poética”.

NL // MAG – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES