Dedicado ao tema “O novo paradigma de investimento em Timor-Leste”, o encontro, que termina quarta-feira, tem como principal objetivo “estimular as relações comerciais entre empresas dos países participantes através de novas formas de cooperação, oportunidades de investimento e promoção de parcerias que contribuam para o desenvolvimento socioeconómico dos respetivos países”.

Em comunicado divulgado à imprensa, o governo timorense, através da Secretaria de Estado para o Apoio e a Promoção do Setor Privado, refere que vão participar empresários de Portugal, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Macau e China.

No encontro vai também participar o presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Pedro Reis.

Além de serem apresentadas as oportunidades de negócios naqueles países, Timor-Leste vai também apresentar cinco painéis dedicados às áreas que o país pretende desenvolver, nomeadamente zonas económicas especiais, infraestruturas, agricultura, florestas e pecuária, saúde e habitação social e turismo e ambiente.

No âmbito do programa do governo, Timor-Leste tem previsto expandir o aeroporto Nicolau Lobato e construir novos portos, rede de estradas nacionais e uma “supply-base” de petróleo e gás na costa sul.

O encontro é organizado pela Agência Especializada de Investimento em Timor-Leste em colaboração com a embaixada de Timor-Leste em Pequim, o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Empresarial em Timor-Leste e o Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

Na segunda-feira será também inaugurada uma feira com expositores de empresas privadas e delegações dos países participantes.

O oitavo encontro de empresários para a cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa decorreu em Cabo Verde.

 

MSE – Lusa/Fim

Foto: Colheita de café em Timor-Leste . 18 de maio de 2006. EPA/ANTONIO DASIPARU

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar