2 March 2021
Mobilizar a sociedade civil para a defesa e promoção da língua portuguesa é o grande objectivo da conferência que a Universidade do Algarve acolhe na próxima sexta-feira. Na próxima sexta-feira, acompanhe aqui, em direto, a transmissão da Conferencia "Língua Portuguesa, Sociedade Civil e CPLP".

Sociedade civil discute futuro do português

O encontro “Língua Portuguesa, Sociedade Civil e CPLP ” acontece 15 dias antes de uma grande conferência internacional organizada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, através do Instituto da Cooperação e da Língua. “Um dos nossos objectivos é que o encontro de dia 11, na Universidade do Algarve, seja um fórum de debate da sociedade civil [preparatório da 2ª Conferência Internacional]”, disse ao Expresso o embaixador Eugénio Anacoreta Correia.

“Queremos valorizar a difusão pública da língua, e é por esta razão que um dos painéis do encontro aborda esta vertente”, adianta o também Coordenador da Comissão Temática de Promoção e Difusão da Língua Portuguesa.

Os oradores do painel sobre a difusão pública são três jornalistas: “Um da TV Globo, a maior cadeia de televisão de língua portuguesa, outro da Rádio Renascença que tem uma enorme rede de emissores, e um outro de ‘A Bola’, porque o desporto é uma forma de criar um sentido de comunidade, sobretudo em vésperas do Mundial de Futebol e dos Jogos Olímpicos do Brasil”.

A realização da conferência da sociedade civil “Língua Portuguesa, Sociedade Civil e CPLP”, foi decidida a “26 de junho deste ano, numa reunião do Secretário-Executivo da CPLP com os observadores consultivos”, diz Anacoreta Correia, que é ainda Presidente do Conselho de Administração do Observatório de Língua Portuguesa.

A Universidade do Algarve acolhe este encontro da sociedade civil, porque “uma das nossas linhas estratégicas de internacionalização passa pelos países africanos de expressão portuguesa”, disse ao Expresso João Guerreiro, reitor da instituição e vice-presidente da AULP – Associação das Universidades de Língua Portuguesa.

Fonte: Expresso

Também poderá gostar

Sem comentários