Sobre a palavra “órfão”
Pode ser uma imagem de 5 pessoas, pessoas em pé e texto que diz "Lviv, Ukraine ANGELINA JOLIE NA UCRÂNIA ATRIZ VISITOU FAMÍLIAS DESLOCADAS E ORFÃOS DA GUERRA JORN"
Nesta imagem encantadora, captada num contexto histórico dramático, chamou-me a atenção a palavra “órfãos”, à qual falta o acento gráfico sobre a vogal “o”.
Mas assim a palavra não fica com dois acentos?
Não! O til não é um acento gráfico, mas sim uma marca nasal, indicando a nasalidade da vogal “a”.

A regra até é simples: são acentuadas as palavras graves terminadas em -ão: órgão, sótão, acórdão, bênção…

Sem a presença do acento gráfico, o acento tónico recairia na última sílaba.
Viva a Língua Portuguesa!
The following two tabs change content below.

Sandra Duarte Tavares

Sandra Duarte Tavares é doutoranda em Ciências da Comunicação e mestre em Linguística Portuguesa pela Faculdade de Letras de Lisboa. É professora convidada da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, na Formação Avançada em Técnicas de Alta Performance de Comunicação Oral, e da Universidade Lusófona na Licenciatura de Comunicação Aplicada. Colabora, desde 2008, com a RTP em programas televisivos e radiofónicos sobre Língua Portuguesa e é cronista na Revista Visão (edição digital), integrando a Bolsa de Especialistas. É autora e coautora de vários livros sobre Língua Portuguesa e Comunicação. Conta ainda com 12 anos de experiência como consultora linguística e formadora de Comunicação em diversas empresas e instituições.

últimos artigos de Sandra Duarte Tavares (ver todos)

Partilhar