Viana do Castelo, 31 dez (Lusa)

Oito sindicatos da educação da Galiza, Espanha, exigiram ao Governo regional a inclusão do português como segunda língua estrangeira opcional no ensino secundário e a abertura de vagas para professores especialistas em língua portuguesa.

A exigência, expressa numa carta dirigida ao diretor geral de Educação, Formação Profissional e Inovação Educativa da Junta da Galiza, a que a Lusa hoje teve acesso, é partilhada pela Associação de Docentes de Português na Galiza (ADPG).

Xoan Montero, da ADPG, disse hoje à Lusa que “faz todo o sentido” o português ser incluído nas opções para segunda língua estrangeira no ensino secundário, lado a lado com o francês e o alemão, face “à proximidade e às históricas relações” entre a Galiza e Portugal.

 

 

FONTE: SAPO Notícias

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar