Ser mãe

É ser poderosa, 

Um milagre da natureza:

É dividir os gestos por cem,

E não perder a destreza,

Que lição maravilhosa!

 

Ser mãe

É encher-se de ternura 

Por sustentar a vida que brota

E torná-la suavemente madura

Em cada compasso,

Em cada nota!

 

Ser mãe

É a mesma transfiguração da vida

Que se oferece, atenta, total,

Sem medida

Dando à criança que chega

O lugar principal!

 

Ser mãe 

É acrescentar de novo a velha história,

Expandir a ternura dos horizontes,

Regar o lado seco da memória 

Com a frescura meiga das fontes!

  Medina de Gouveia

The following two tabs change content below.

Medina de Gouveia

últimos artigos de Medina de Gouveia (ver todos)

Partilhar