6 March 2021
O público lotou o Teatro Gasômetro, na noite de ontem, para acompanhar o Sarau Literário, programação da XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro, em homenagem aos 800 anos da Língua Portuguesa.

Sarau comemora 800 anos da Língua Portuguesa

Na ocasião, a professora mestra e doutora em Letras, Amarílis Tupiassú, apresentou uma palestra sobre o assunto e foi acompanhada, nos intervalos, por intervenções artísticas da Companhia do Sarau.

Estudantes de escolas públicas e particulares, assim como de faculdades, prestigiaram a programação. Entre eles estava a estudante Jéssica Lima, de 17 anos, que cursa o segundo ano do Ensino Médio na Escola Orlando Bittar. Ela conta que sempre teve interesse pelo assunto e pretende estudá-lo mais a fundo. “Gosto muito da Língua Portuguesa, por isso quando fiquei sabendo da ação através das redes sociais me agendei logo para participar, até porque pretendo prestar vestibular para essa área”, contou.

Aluna do curso de Letras, da Universidade da Amazônia, Beth Guedes, de 22 anos, também é uma apaixonada pela Língua Portuguesa. “Não poderia deixar de participar, gosto muito do nosso idioma e aprecio o trabalho da professora Amarílis”, disse.

Amarílis abriu o Sarau Literário contando um pouco da história da Língua Portuguesa, que este ano completa oito séculos de existência, com comemorações agendadas em vários estados brasileiros. “Quem diria que uma língua falada em um lugar pequeno, como o Lácio, acabaria sendo levada a todos os nossos continentes”, comentou.

Esse período – de 800 anos – tem como marco inicial os primeiros documentos escritos em português, o Testamento de D. Afonso II (1214) e Notícia dos Fiadores (1175), entre outros documentos dessa época.

O grupo teatral Companhia do Sarau aproveitou os intervalos para fazer intervenções artísticas sobre o tema. Abrindo o painel, os atores Valdney Velasco, Maíra Monteiro e Thiago Pinho, acompanhados do músico Alejandro Segovia, fizeram encenações envolvendo as Cantigas de Amor e de Maldizer. Em um segundo momento, o grupo recitou poemas de Fernando Pessoa, Manoel Bandeira e Florbela Espanca. Por último, apresentou uma performance da música “Língua”, de Caetano Veloso. “Essas composições mostram a Língua Portuguesa de uma forma mais contemporânea”, justificou o ator Valdney Velasco.

O Sarau Literário faz parte da programação anual da XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro, marcada para o período de 30 de maio a 08 de junho, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia.

Alexandra Cavalcanti
Secretaria de Estado de Cultura

Fonte: Agência Pará

Também poderá gostar

Sem comentários