28 February 2021
Assembleia da República, em Lisboa, 22 de fevereiro de 2016. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Reforço da cooperação parlamentar entre países lusófonos

Praia, 25 fev (Lusa) – O vice-presidente da Assembleia da República portuguesa Jorge Lacão defendeu hoje, em Cabo Verde, o reforço da cooperação parlamentar na comunidade lusófona para melhor enfrentar o “grande desafio” comum de abrir os parlamentos à sociedade.

“Temos um grande desafio que todos queremos partilhar que é abrir cada vez mais a porta dos parlamentos à sociedade em geral e tornar os procedimentos políticos mais transparentes e a informação política mais disponível aos cidadãos”, disse.

Sublinhou, neste contexto, a importância da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) como “uma boa instância de partilha de experiências” entre os parlamentos dos vários países, considerando que, em matéria de cooperação parlamentar, “há sempre muito para fazer”.

Nesse sentido, adiantou que, para breve, está prevista a deslocação a Portugal do vice-presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, Austelino Correia, para participar na definição de um “programa de cooperação técnica” entre os dois parlamentos.

Jorge Lacão, que participou numa conferência de dois dias sobre a reforma do parlamento cabo-verdiano, falava aos jornalistas, na cidade da Praia, à saída de uma audiência com o Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.

Segundo o vice-presidente da Assembleia da República, a conversa com o chefe de Estado cabo-verdiano versou as “boas perspetivas de cooperação” entre os dois países, a valorização da língua portuguesa bem como a próxima presidência cabo-verdiana da CPLP.

“Falámos sobretudo da valorização internacional da língua. É algo que nos mobiliza a todos e nos dá uma consciência acrescida do Português como afirmação da participação do conjunto dos nossos países no plano das instituições internacionais em que participamos”, disse Jorge Lacão.

Durante a visita a Cabo Verde, Jorge Lacão, foi ainda recebido em audiências pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e pela líder da Oposição, Janira Hopffer Almada.

“Temos excelentes relações tanto institucionais como políticas, quer com o partido do governo [MpD], quer da Oposição [PAICV], e temos a felicidade de podermos ser vistos pelos principais responsáveis políticos de Cabo Verde como um interlocutor importante”, disse.

A deslocação do vice-presidente do parlamento português a Cabo Verde aconteceu na mesma semana da visita ao país do primeiro-ministro português, António Costa, que, na segunda-feira, assinou com o Governo cabo-verdiano um pacote de cooperação estimado em 120 milhões de euros.

Para abril, está prevista a visita a Cabo Verde do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

CFF // MAG – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES