4 March 2021

Rede de ensino do português na Ásia reunida em Macau para “partilhar experiências”

Macau, China, 06 dez (Lusa) – O Instituto Português do Oriente (IPOR) vai acolher, na sexta-feira e no sábado, o II Encontro de Pontos de Rede de Ensino de Língua Portuguesa na região do sudeste da Ásia que visa sobretudo a “partilha de experiências”.

“A ideia é poder proporcionar a partilha de experiências profissionais e também as que decorrem de diferentes contextos”, explicou Patrícia Ribeiro, vogal da direção do IPOR, indicando que o encontro apresenta este ano “uma componente mais prática”.

A iniciativa vai fazer convergir no Consulado-Geral de Portugal em Macau 25 docentes, dos quais 10 vem de fora, nomeadamente de universidades de Pequim, Xangai, Banguecoque, Manila, Hanói e Goa, mas o encontro tem “a porta aberta” a todos os interessados, como salientou Patrícia Ribeiro.

Relativamente à primeira edição, realizada em 2015, a novidade passa pela inclusão de docentes que não têm o português como língua materna.

“É um contributo muito importante, que nos permite também perceber a ‘outra parte’, as experiências, as perspetivas e os desafios deles”, realçou.

O encontro de dois dias divide-se em três “oficinas de trabalho”.

Materiais concretos desenvolvidos pelos participantes vão constituir o ponto de partida para a reflexão sobre abordagens metodológicas, seleção e utilização de diferentes suportes, ferramentas e tecnologias, bem como resultados obtidos pelos docentes na sua aplicação, orientando, deste modo, a reflexão para uma componente prática, segundo o IPOR.

DM // MP – Lusa/Fimipor-rede-de-ensino-do-porugues

Também poderá gostar

Sem comentários