Convidamos para participar do Recital do Embaixador Lauro Moreira, que fez sucesso em Portugal e terá nova temporada de apresentações neste mês em terras portuguesas. Posteriormente ele se apresentará em Brasília e Goiânia.Ribeirão Preto não pode perder esta oportunidade, o mundo da Literatura agradece.
Esta Quarta Feira dia 12 de abril no Auditório Meira Junior as 20 horas.
Contamos com a sua presença!
bertha/marcos

POESIA EM CONCERTO: TRÊS EPOPEIAS BRASILEIRAS

Há algum tempo contemplava a ideia de apresentar um recital reunindo três poemas épicos de largo fôlego da literatura brasileira: “Y Juca Pirama, de Gonçalves Dias, O Navio Negreiro, de Castro Alves, e O Caçador de Esmeraldas, de Olavo Bilac.

Além de constituírem o que há de melhor em nossa poesia épica, os poemas evocam três dos mais importantes aspetos da formação histórica e cultural do Brasil, ou seja, a forte presença do índio nativo, a conquista e o alargamento do território pelos Bandeirantes e, finalmente, a imensa e sofrida contribuição do negro africano escravizado. Da fusão étnica e cultural dessas três raças básicas nasce o Brasil.

Lauro Moreira

Meu canto de morte,

Guerreiros, ouvi:

Sou filho das selvas,

Nas selvas cresci;

Guerreiros, descendo

Da tribo tupi.

************

Fernão Dias Pais Leme agoniza. Um lamento

Chora longo, a rolar na longa voz do vento.

Mugem soturnamente as águas. O céu arde.

Trasmonta fulvo o sol. E a natureza assiste,

Na mesma solidão e na mesma hora triste,

À agonia do herói e à agonia da tarde.

************************

Era um sonho dantesco… o tombadilho

Que das luzernas avermelha o brilho,

Em sangue a se banhar.

Tinir de ferros… estalar de açoite…

Legiões de homens negros como a noite,

Horrendos a dançar…

Atividades artísticas do Embaixador Lauro Moreira

Para além de suas inúmeras atividades profissionais de diplomata de carreira, o Embaixador Lauro Moreira foi sempre um militante da causa cultural e artística, dedicando-se às artes cênicas (ator, diretor e autor), ao cinema (documentarista) e à fotografia (premiado em concursos nacionais). Em todos os postos diplomáticos por onde passou – Buenos Aires, Genebra, Washington, Barcelona, Rabat e Lisboa – devotou-se com afinco à promoção das artes e da cultura brasileiras e lusófonas.

Em 1998 lançou o CD duplo Mãos Dadas, onde interpreta poetas de todos os países da Língua Portuguesa e, em 2005, gravou o histórico álbum de CD Manuel Bandeira: o Poeta em Botafogo; em 2008, lança um álbum duplo com poemas de Marly de Oliveira. Esses três CDs foram também apresentados em espetáculos realizados em várias cidades e instituições culturais do Brasil, Portugal e Cabo Verde. Recentemente lançou o DVD Mãos Dadas, onde introduz e recita obras de 19 dos mais importantes poetas da Língua Portuguesa. Em 2013, participa como ator na longa-metragem de Alberto Araújo Vazio Coração, ao lado de Murilo Rosa, Othon Bastos, Lima Duarte e Bete Mendes, entre outros. Criou também, em 1999, o Grupo Solo Brasil, para apresentar o que há de mais representativo na música brasileira do século XX. O grupo já esteve em 20 países, inclusive em Cabo Verde, além de Portugal – onde se apresentou em Lisboa e nove outras cidades – e em dezenas de cidades brasileiras, alcançando sempre um marcante sucesso.

O Embaixador Lauro Moreira recebeu o título de Personalidade Lusófona de 2009 outorgado pelo MIL-Movimento Internacional Lusófono e recentemente o Prêmio José Aparecido de Oliveira, da CPLP, organismo em que representou o Brasil de 2006 a 2010.

concerto LM

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar