No dia 17 de Março de 1988, a voz de Frank P. Baptista foi a primeira que se ouviu na frequência 1400 AM e, ainda hoje, o emigrante cabo-verdiano continua a ser o diretor da estação.

“Começámos com duas horas de emissão ao fim de semana, mas passados dois anos tínhamos emissões todos os dias e hoje temos 19 horas de programação diárias”, lembra Baptista à agência Lusa.

A radio cobre toda a zona sudeste de Massachussets e o estado de Rhode Island, onde se calcula viverem de 600 mil portugueses e luso-descendentes, transmitindo pela internet há cerca de uma década.

A programação é assegurada por uma equipa de 15 pessoas a tempo inteiro e 30 colaboradores.

Frank P. Baptista diz que “a comunidade mudou muito nos últimos 25 anos e a rádio também teve de mudar”.

“As pessoas são mais educadas, participam mais, envolvem-se na política. Estão a tornar-se americanas, mas ainda são portuguesas e emigrantes, e isso reflete-se na nossa programação”, explica.

Frank P. Baptista explica que “a informação representa 60 a 70% da programação”, tempo que é distribuído por blocos noticiosos emitidos de hora a hora, programas de antena aberta e debates sobre questões políticas e culturais.

Para o diretor, o segredo para a continuação da rádio passa por melhorar a programação e abrir-se a outras comunidades lusófonas.

“Somos uma rádio inclusiva, também falamos para as comunidades brasileiras e cabo-verdianas, que são muito significativas nesta área. Os problemas deles, as suas preocupações, são os mesmos. Queremos ser a voz de todos os que falam português”, explica.

A gala de celebração está agendada para o restaurante Vénus de Milo, em Swansea, e, além da participação da jornalista Fátima Campos Ferreira e do músico José Cid, será apresentada por Mónica Villela Grayley, diretora da seção portuguesa da Rádio Nações Unidas.

Os homenageados, um por cada ano da rádio, vão desde Phillip Rapoza, o juiz presidente do Tribunal de Recurso de Massachusetts, ao cantor Jorge Ferreira e a David M. Simas, que serve como conselheiro em comunicação e estratégia do presidente Barack Obama.

“O David colaborou com a Rádio Voz do Emigrante durante três anos e receberá um prémio especial”, disse Frank P. Baptista.

AYS // PJA – Lusa/Fim

Foto: Eatátua da Liberdade, Nova Iorque. EPA/JUSTIN LANE

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar