3 March 2021

Projeto Sal de Terra, com músicos de quatro países lusófonos

Díli, 22 nov (Lusa) – O projeto de música tradicional Sal de Terra, que reúne músicos de Cabo Verde, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste e usa a cultura para ajudar a combater a pobreza, atua no sábado em Díli.

O Sal de Terra surgiu a partir de uma residência artística realizada em outubro de 2015 em Cabo Verde no âmbito do projeto Musica Tradicional, que pretende “contribuir para a redução da pobreza, através da promoção e consolidação de indústrias culturais viáveis nos países ACP (África, Caribe e Pacífico).

A iniciativa pretende “promover o desenvolvimento social e económico, tendo em consideração a preservação da identidade e diversidade cultural”, fomentando iniciativas que usem as artes culturais como catalisador deste desenvolvimento.

O grupo envolve sete músicos que conjuntamente criaram versões de músicas de cariz tradicional de cada país, divulgando depois essa produção musical e artística pelos países envolvidos, para assim ajudar a “promover a música tradicional”.

Timor-Leste é o último dos quatro países onde o grupo atua, estando previstos dois concertos, o primeiro no sábado no Hotel Timor e o segundo na terça-feira na Universidade Nacional Timor Lorosa’e.

Além dos concertos, o objetivo é promover encontros de intercâmbio cultural com músicos locais e ainda oficinas de música e dança tradicionais com professores e crianças de Timor-Leste.

Em Timor-Leste, o projeto Música Tradicional conta com a participação das organizações timorenses Abut e ETBU que apoiam várias ações de investigação e promoção de instrumentos de música tradicional e práticas culturais associadas, ações para a educação musical, organização de festival de música tradicional e ações de formação culturais.

ASP // JPS – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES