6 March 2021
O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, disse hoje que faz sentido ensinar as línguas maternas do país ao nível do jardim infantil, mas tem dúvidas sobre a existência de professores de qualidade naqueles idiomas.

Projeto-piloto para ensinar línguas maternas em Timor Leste

O Ministério da Educação timorense vai implementar em três locais do país um projeto-piloto que prevê que no início do pré-escolar e durante um período de dois anos sejam utilizadas as línguas maternas como instrumento de transferência de conhecimento, dando depois início ao ensino da língua portuguesa e do tétum.

O projeto, que tem suscitado um forte debate na sociedade timorense, “faz todo o sentido” para José Ramos-Horta, porque muitas crianças do país não falam sequer o tétum.

“À primeira vista parece fazer sentido, porque a verdade é que ainda há muitas crianças no nosso país, em muitas comunidades, que nem o tétum falam”, afirmou à agência Lusa o chefe de Estado timorense.

O Presidente duvida, contudo, da existência de professores de qualidade para ensinar nas línguas maternas.

 

Ler o artigo completo (Notícias Sapo)

Também poderá gostar

Sem comentários