3 March 2021
Mais uma vez Bom Princípio foi destaque na área da educação. Desta vez foi à professora de Língua Portuguesa e Literatura, Tatiane Kaspari, da Escola Estadual de Ensino Médio Monsenhor José Becker, foi premiada no 7º Seminário e Prêmio Professores do Brasil.

Professora recebe prêmio nacional

A cerimônia foi realizada em Brasília, na semana passada. Tatiane estava acompanhada da diretora da escola, Rita Maria Steffen, que recebeu uma placa em homenagem ao incentivo, dedicação e comprometimento com os profissionais. Já Tatiane foi a única premiada da região sul do Brasil na categoria Ensino Médio, recebendo um troféu e um prêmio em dinheiro.

Incentivo à leitura
Através do projeto Minha Vida em Revista, Tatiane buscou saídas pedagógicas para despertar nos alunos do 1º ano do Ensino Médio o gosto pela leitura e pela escrita. Partiu de uma investigação para ver do que eles mais gostavam e descobriu que as revistas despertavam maior interesse entre os jovens.
Com essa constatação, a professora começou a trabalhar os diferentes gêneros textuais constantes nas revistas, como é o caso do artigo, da carta ao leitor, do editorial, da reportagem e da entrevista. Surgiu assim o projeto “Minha Vida em Revista”, que foi inscrito para concorrer ao Prêmio Professores do Brasil, promovido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).
Os alunos puderam eleger temáticas de sua predileção e construir as suas próprias revistas a partir dos textos produzidos em sala de aula. Eles também puderam enriquecer o seu trabalho trazendo material de outras fontes. Dessa forma, a professora já aproveitou para trabalhar como se faz citação de fontes e abordou também a questão do plágio.
Concorrendo com mais de três mil professores inscritos de todo o país. Ao todo foram 40 professores premiados em oito categorias. 
Para Tatiane o mais importante não é a placa e o troféu recebidos, mas a experiência e a valorização do seu trabalho. “Vim de Brasília muito inspirada, por que vi que é possível fazer mil coisas na sala de aula e estou muito inspirada para desenvolver outros projetos”.

Também valeu pelo brilho nos olhos dos alunos: “eles estão orgulhosos de si mesmos, de saber que suas revistas foram levadas a Brasília e que inspiraram outros professores”, comenta. Kaspari também ressalta a riqueza da troca de ideias ocorrida entre os professores de todo o país: “tantas coisas boas acontecem nas escolas, temos tantos professores maravilhosos, pena que a mídia não divulga isso”, lamenta.

Fonte: Fato Novo

Foto: Facebook

Também poderá gostar

Sem comentários