Díli, 23 set 2022 (Lusa) – O Presidente timorense e o primeiro-ministro português discutiram, em Nova Iorque, a adesão de Timor-Leste à Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), disse hoje a Presidência timorense.

“O Presidente da República encontrou-se com o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, discutindo a adesão de Timor-Leste à ASEAN o que representará uma grande oportunidade às empresas portuguesas dos setores farmacêutico, de equipamento médico, conserveiro, calçado, entre outras”, de acordo com um comunicado do gabinete de José Ramos-Horta.

Os dois líderes falaram, na quinta-feira, à margem da 77.ª Assembleia-Geral da ONU, da possibilidade de “estabelecimento de armazéns para atender o mercado da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) de 700 milhões de pessoas com elevado poder de compra”, acrescentou.

José Ramos-Horta e a delegação chegaram na quinta-feira, a Nova Iorque, devendo o chefe de Estado timorense discursar na Assembleia-Geral esta manhã (hora local).

Depois da chegada, Ramos-Horta reuniu-se com o conselheiro norte-americano Derek Chollet e outros responsáveis do Departamento de Estado dos EUA, num encontro “que se centrou na preocupação comum, sobretudo a situação trágica e inadmissível em Myanmar, que tem vindo a deteriorar-se”.

“A comunidade internacional, incluindo a comunicação social internacional, está distraída com a guerra na Ucrânia e o povo de Myanmar sente-se abandonado”, referiu o comunicado.

Em Nova Iorque, está também o líder histórico timorense e presidente do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), Xanana Gusmão, tendo os dois líderes timorenses trocado pontos de vista “sobre a situação global, a incapacidade do sistema multilateral em resolver os desafios globais, bem como o impacto destas situações nos estados frágeis entre outros países”, indicou a mesma nota.

ASP // EJ  – Lusa/Fim

Partilhar