A nova edição do concurso, cujas inscrições vão de 19 de Abril a 31 de Outubro, tem como tema “Lígia Fagundes Telles”, escritora brasileira que, em 2005, foi galardoada com o Prémio Camões.
Aberto aos cidadãos brasileiros residentes no exterior e estrangeiros que exerçam actividades relacionadas com a língua portuguesa e a literatura brasileira, podem concorrer trabalhos sobre Educação, pesquisa e jornalismo cultural.
Podem concorrer ensaios inéditos, e caso o original tenha sido escrito em língua estrangeira, deve ser traduzido para português. Em Luanda, os candidatos devem entregar os formulários de inscrição por via postal, para a Embaixada do Brasil, constando no envelope de encaminhamento a indicação “IV Concurso Internacional de Monografia: a obra de Lígia Fagundes Telles”.
O vencedor recebe 20.000 dólares, o segundo classificado 15.000, o terceiro 10.000, o quarto recebe cinco e o quinto classificado, três mil dólares. As obras premiadas vão ser publicadas pelo Ministério das Relações Exteriores, e distribuídas de forma gratuita. Os autores vão ao Brasil, para participarem na cerimónia de entrega de prémios e nas actividades académicas programadas pelos organizadores do concurso.

A secretária de Embaixada, Tânia Regina de Sousa refere, em nota de imprensa, que o formulário de inscrição e o editorial contendo mais informações sobre o concurso estão disponíveis em português, espanhol, francês e inglês, no portal electrónico do Ministério das Relações Exteriores “www.itamaraty.gov.br”. O acesso à página pode ser também feito através do endereço “http://goo.gl/42Pqg”. Ler o artigo completo (Jornal de Angola)

 

Foto:

Lopito Feijó (ao centro) é um dos autores que escreve ensaio e está ladeado de renomados membros da União dos Escritores Angolanos