27 February 2021
Mais de uma década após o fim da publicação do jornal comunitário Portuguese American Journal, a jornalista e académica Carolina Matos relançou-o, mas só em língua inglesa e na internet, para chegar às gerações mais jovens de luso-descendentes.

Portuguese American Journal regressou em inglês e na internet

“Quando comecei a ver a internet pensei `ah se tivesse o meu jornal hoje!´”, disse à Lusa Carolina Matos, natural de São Miguel há cerca de 30 anos a residir na costa leste dos Estados Unidos.

Doutorada em Educação pela Universidade de Lesley, onde também dá aulas e está envolvida na criação de um instituto dedicado à língua portuguesa, a emigrante luso-americana define a nova publicação, lançada há um mês, como um “news blogue” – uma mistura de jornal, blogue e de boletim para investigação académica.

Esta terceira vertente – http://portuguese-american-journal.com/ – destina-se a “pessoas que estão a fazer investigação ou artigos sobre a experiência luso-americana, principalmente jovens académicos para ajudar a disseminar os seus trabalhos”.

Na sua anterior “vida”, o jornal bilingue dirigido por Carolina Matos existiu apenas em formato impresso, entre início dos anos 1980 e meados dos 1990, com sede em Providence, Rhode Island.

“Planos de vida” incompatíveis com o jornal levaram ao encerramento e a diretora a enveredar por um doutoramento.

“Gosto muito do jornalismo e da comunidade e sempre tive pena de o jornal não ter continuado”, afirma.

A opção pela língua inglesa justifica-se com o facto de o português já não ser falado por muitos descendentes, que assim “deixam de ter acesso à cultura e herança portuguesa, sem perder a identidade”.

“Para essas pessoas, o jornal será a ponte entre a comunidade e a sua herança. Temos muitas notícias orientadas para jovens profissionais luso-americanos e incentivos para estabelecer relações entre essa juventude e a realidade

 

FONTE: Diário Digital

Também poderá gostar

Sem comentários