26 February 2021
epa07261060 Um vendedor timorense empurra um carrinho enquanto outros esperam por clientes num mercado tradicional em Dili, Timor Leste, também conhecido como Timor Leste, 04 de janeiro de 2019. EPA / ANTONIO DASIPARU

Português obrigatório semanalmente na Secretaria de Estado da Comunicação Social timorense

Díli, 14 mar (Lusa) – O português, uma das duas línguas oficiais de Timor-Leste, vai passar a ser obrigatório “no discurso oral” nas manhãs das terças-feiras para todos os funcionários afetos à Secretaria de Estado da Comunicação Social.

A decisão foi tomada num despacho assinado esta semana pelo secretário de Estado da Comunicação Social, Merício Juvenal dos Reis Akara, e dado a conhecer a todos os funcionários da SECOMS.

Akara determina no texto do despacho “a obrigatoriedade de usar a língua portuguesa no discurso oral, todas as terças-feiras, no período das 08:00 às 12:00”.

O despacho recorda que o português é, a par do tétum, língua oficial em Timor-Leste e que “as línguas oficiais têm de ser usadas pelos trabalhadores da administração direta e indireta do Estado”.

Apesar de o português ser a língua de redação de textos legislativos e de marcar parte das comunicações oficiais, o tétum é claramente a língua mais usada na administração pública.

O Parlamento Nacional, onde a maior parte dos debates decorrem em tétum, também tem sessões exclusivamente em português.

ASP // JMC – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES