O acordo vai unir a instituição algarvia e a Universidade Nacional Carpatiana Vassyl Stefanyk, da província de Ivano-Frankivsk, de onde provêm muitos dos imigrantes que residem no Algarve, adiantou Anabela Romano, vice-reitora da UAlg, em declarações à Lusa.
“É desta província que provêm a grande parte dos imigrantes que vivem aqui na região e existe a preocupação [das autoridades] em promover a cultura do país para manter o contacto com esses imigrantes”, sublinhou.
A implementação de cursos das línguas portuguesa e ucraniana através do ensino à distância está também a ser estudada por ambas as universidades o que permitirá que os alunos façam a maior parte do trabalho através da Internet.
A iniciativa para a celebração do acordo partiu da embaixada ucraniana em Portugal, que contactou a universidade com o objetivo de aumentar a colaboração científica e cultural entre ambos os países e em especial com o Algarve.
Além do vice-reitor da universidade, a comitiva ucraniana integra também o governador daquela província, o embaixador da Ucrânia em Portugal, os dirigentes da Agência de Turismo e Câmara de Comércio e vários empresários.
Durante a visita à UAlg a comitiva vai assistir à apresentação de um projeto de produção de caviar no Algarve dinamizado por portugueses e um ucraniano e encontrar-se com responsáveis académicos e alunos ucranianos da universidade.

FONTE: Diário online

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar