“O objetivo é que, em função da organização de cada um dos sistemas educativos nos dois países, percebamos quais as áreas em que poderemos cooperar”, disse João Casanova, falando em Maputo, à saída de uma audiência com o ministro moçambicano da Educação, Augusto Jone Luís.

O responsável português adiantou que a parte moçambicana vai criar um grupo de trabalho para definir as áreas que considera prioritárias e quando esse balanço ficar concluído formar-se-á, então, o grupo de trabalho conjunto.

“Não queremos ficar apenas pelas intenções”, declarou João Casanova, que hoje terminou uma visita oficial a Moçambique durante a qual participou nas celebrações dos 13 anos da Escola Portuguesa e manteve reuniões com vários responsáveis pelo setor.

 

LAS //JMR.

Lusa/fim

Foto: LUSA – O ministro da Educação de Moçambique, Augusto Luís (E) cumprimenta o secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar de Portugal, João Casanova de Almeida (D), durante um encontro em Maputo, Moçambique, 26 de novembro de 2012. ANTONIO SILVA / LUSA

 

Partilhar