1 March 2021
Portugal e Brasil deram hoje o primeiro passo para a criação de uma rede empresarial dos países de língua portuguesa, com a assinatura de um acordo de cooperação económica entre entidades empresariais dos dois países.

Portugal e Brasil assinam acordo para criação de rede empresarial lusófona

Da parte portuguesa, o protocolo foi assinado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e para a Cooperação (Elo) e pela Associação Industrial Portuguesa, enquanto do lado brasileiro a formalização foi feita hoje pela Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil.

De acordo com o presidente da Elo, Francisco Mantero, já está em curso uma negociação para que o acordo seja assinado também pela Confederação Nacional da Indústria do Brasil (CNI).

O acordo é resultado do projeto Lusofonia Económica – plataforma CPLP, um projeto de iniciativa do Governo português, que conta com o apoio da União Europeia e de algumas empresas portuguesas, lançado em Lisboa no dia 19 de março deste ano.

“Trata-se de criar uma rede empresarial que irá promover cada país da CPLP e usar esses países como porta de entrada para projetos de integração regional, como o Mercosul, no caso do Brasil, e a União Europeia, no caso de Portugal”, explicou à Lusa o presidente da Elo.

Além dos países da CPLP, a rede será extensiva a Macau.

Em cada caso, a intenção é utilizar o país lusófono como plataforma para o acesso à respetiva comunidade económica, como a Comunidade Económica da África Ocidental (CEDEAO), da qual fazem parte Cabo Verde e Guiné-Bissau, ou ainda a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), integrada por Angola e Moçambique.

O acordo foi firmado no âmbito do 7.º Encontro de Negócios de Língua Portuguesa que se realizou entre terça-feira (22) e hoje em Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais.

 

FYRO // HB – Lusa/fim

 

Também poderá gostar

Sem comentários