28 February 2021
Uma obra com 500 poemas chineses em português foi lançada em Macau, para assinalar os cinco séculos de amizade Portugal-China, havendo agora o projeto de tradução de outros tantos poemas portugueses para a língua chinesa.

Poemas chineses em português

“Quinhentos poemas chineses”, que conta também com ilustrações da autoria do português Rui Rasquinho inspiradas na pintura tradicional chinesa, foi lançada pela editora Livros do Meio, de Carlos Morais José, em parceria com a Casa de Portugal em Macau.

“Dado que não houve outro tipo de comemorações, nós entendemos que era uma data que devia ser assinalada e que a melhor maneira de a assinalar era com a poesia, exatamente porque a nossa presença foi muito mais de convívio e comunicação”, disse hoje à agência Lusa a presidente da Casa de Portugal em Macau, Amélia António.

Ao salientar que a relação Portugal-China “teve altos e baixos, como todos os casamentos”, Amélia António constata que o “certo é que, ao fim de 500 anos, estar em Macau como nós estamos, a cultura portuguesa estar em Macau como está, a língua portuguesa estar ganhando terreno como está, só nos dá motivos para nos orgulharmos e celebrarmos”.

Para a presidente da Casa de Portugal em Macau, esta antologia de poemas chineses na língua de Camões serve como marco dos 500 anos de amizade entre Portugal e a China e “não é só para os portugueses nem só para Macau, mas pode chegar a todas as comunidades de língua portuguesa”.

A Casa de Portugal pretende conseguir a colaboração do Fórum Macau para fazer chegar a obra “às universidades, centros e bibliotecas de todos os países de língua portuguesa”.

Para já, os “Quinhentos poemas chineses” em português estão apenas à venda em Macau, mas o objetivo é também distribuí-los em Portugal e noutros locais, acrescentou Amélia António.

Após a publicação desta obra, “falta uma coisa”, na ótica da presidente da Casa de Portugal em Macau: “O reverso deste livro, que é a tradução para chinês de 500 poemas portugueses”.

Este projeto, disse, “é uma ambição muito grande, um sonho enorme” que poderá nascer dentro de um ano.

PNE // PJA – Lusa/Fim

Foto LUSA: Caligrafia chinesa, de grande qualidade, numa parede de Pequim.  A escrita, na cultura chinesa, é considerada como uma forma de expressão de excelência, pois alia pintura, poesia e literatura. 05 de julho de 2004.  EPA/Adrian Bradshaw

Também poderá gostar

Sem comentários