27 February 2021
A Guiné-Bissau passa a partir de hoje a dispor de uma ferramenta informática para melhorar a gestão dos dados relacionados com o desenvolvimento humano do país, anunciou o Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF).

Plataforma informática melhora gestão de dados da Guiné-Bissau

Intitulada Guiné-BissauINFO, a plataforma de gestão de dados para monitorizar o desenvolvimento humano na Guiné-Bissau foi hoje lançada pelo Ministério da Economia e Finanças com o apoio do UNICEF.

A aplicação é uma adaptação de uma ferramenta desenvolvida pelo UNICEF e permite organizar, armazenar e apresentar dados de maneira uniforme “para facilitar a partilha de informação sobre o país, através de dados de instituições governamentais, agências das Nações Unidas e parceiros de desenvolvimento”, anunciou hoje o organismo.

Ao mesmo tempo que trata a informação, o sistema produz tabelas, gráficos e mapas, que podem ser usados em relatórios, apresentações e em trabalhos de defesa de teses.

As áreas temáticas abrangidas incluem a economia, demografia, ambiente, saúde, educação, agricultura e pescas.

A plataforma DevInfo foi aprovada pelo grupo das Agências de Desenvolvimento das Nações Unidas (UNDG) para apoiar o acompanhamento e realização dos objetivos do Milénio (ODM).

Gerida pelo UNICEF em nome de 20 agências, a aplicação está acessível a partir da Internet a qualquer cidadão e suporta indicadores que podem ser selecionados pelo utilizador, sendo compatível com os padrões internacionais de estatísticas.

A Guiné-Bissau, à semelhança de outros países, assumiu numa cimeira promovida pelas Nações Unidas, em setembro de 2000, o compromisso de adotar medidas para realização dos Objetivos do Milénio para o Desenvolvimento (OMD) e monitorização de medidas.

A plataforma DevInfo começou a ser adaptada à Guiné-Bissau em 2013 com o apoio do UNICEF e assume a partir de hoje a designação Guiné-BissauINFO.

 

LFO // APN

Lusa/fim

Fotos:

Indira Carlos Gomes é um dos 2500 agentes que percorrem o país para tentar saber quantos são os guineenses e como vivem, fala com o chefe de uma familia em Bissau para recolher dados para o terceiro recenseamento, considerado pelo Governo crucial para o país, nomeadamente para combater a pobreza, Bissau, 18 de Março de 2009. TIAGO PETINGA/LUSA.

– Sobre o rio Cacheu, ergue-se a “passos rápidos”, uma nova ponte, mesmo ao lado da jangada que, por agora, ainda vai transportando carros e pessoas entre as duas margens. 12 de Novembro de 2008. TIAGO PETINGA/LUSA

Também poderá gostar

Sem comentários