Pepetela lança o seu novo romance,  Se o Passado não Tivesse Asas, em Luanda a 5 de maio, data em que se assinala o Dia da Língua Portuguesa. O evento terá lugar às 18h30 no Instituto Camões – Centro Cultural Português.

Publicado em Angola pela Texto Editores, parceira da portuguesa Dom Quixote (editora habitual do escritor) no grupo Leya, o livro cruza duas grandes personagens femininas nos últimos vinte anos da História de Angola.

“Himba, treze anos acabados de fazer, perde-se do resto da família, vendo-se de repente sozinha no mundo. Sem outros meios que não sejam a sua inteligência, consegue chegar a Lunda, onde conhece Kassule, um menino de dez anos que perdeu uma perna devido a estilhaços de uma mina. Ambos órfãos vítimas da guerra, dependendo do lixo dos restaurantes, unem-se para conseguirem subsistir, lutando pela sobrevivência dia-a-dia”, diz a editora.

A outra personagem, Sofia, “há muito aguarda uma oportunidade para mudar de vida, aceita gerir um restaurante, onde também dá conselhos sobre temperos. À medida que o restaurante vai ganhando clientes da classe alta de Luanda, também a ambição de Sofia vai sendo alimentada. E está disposta a agarrar todas as oportunidades que lhe garantam uma vida melhor, a ela e ao irmão Diego, um artista de rua que sonha expor em galerias”. Ler o artigo completo (Rede Angola)Se o passado não tivesse asa Pepetela

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar