A fotógrafa portuguesa Carmo Correia lançou hoje na Casa Garden, em Macau, o livro “Ponte de Luz”, que destaca a cidade como “âncora” dos portugueses na Ásia, onde deixaram um vasto património cultural e arquitetónico.

No lançamento, que decorreu na sede local da Fundação Oriente, Carmo Correia recordou os quase dois anos do projeto que a levaram a vários países asiáticos com marcas portuguesas, essencialmente arquitetónicas, mas também de costumes, que “vincam uma presença portuguesa feita essencialmente a partir de Macau”.

“Desde a segunda metade do século XVI que Macau tem sido um pólo dinamizador das relações entre a China e os Países Lusófonos, funcionando como entreposto e lugar de fixação de portugueses e chineses. Relações económicas e culturais foram criadas ao longo da História com outros locais da Ásia, onde existem ainda hoje testemunhos históricos e vivenciais da presença portuguesa e do papel de Macau”, referiu a fotojornalista.

Ao longo das 240 páginas do seu novo livro, Carmo Correia retrata em 188 imagens a preto e branco as marcas da presença portuguesa em Goa, Damão, Diu, Cochim, Malaca, Timor-Leste, Japão, Sri Lanka, Tailândia, Indonésia e na própria Região Administrativa Especial de Macau.

Entre as marcas registadas em “Ponte de Luz”, Carmo Correia destaca igrejas, fortificações, edifícios administrativos e palácios no património edificado, mas realça também a participação coletiva em celebrações culturais ligadas a Portugal.

“Este projeto foi pensado para, a partir de Macau, fotografar e interpretar os traços do passado e do presente nestes países e territórios que ilustram e desvelam como Macau serviu de local de encontro e de difusão da lusofonia por toda a Ásia, desempenhando sempre o papel que, hoje, a China considera fulcral parte da sua identidade – servir de ponte entre a civilização chinesa e os lugares no mundo onde se fala o português”, explicou.

O livro, numerado manualmente e limitado a 2.500 exemplares é ainda complementado com uma exposição de fotografias e um documentário de vídeo.

Natural de Lisboa, Carmo Correia está radicada em Macau desde 2000 como fotografa freelancer colaborando regularmente com vários órgãos de comunicação social como a agência Lusa.

“Ponte de Luz” é o seu terceiro livro de fotografia depois de ter lançado em 2007 “Sentir o Património” e, em 2009, “Colors of Culture”.

JCS // APN – Lusa/fim

Fotos:

– Fotografia da calçada à Portuguesa, no Largo do Senado, em Macau;

– Fotografia do Festival das espingardas, em Tanegashima, Japão. CARMO CORREIA / LUSA

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar