“O património imaterial é encarado, cada vez mais, como um recurso muito importante e como uma oportunidade, do ponto de vista económico”, afirma, a propósito da importância que atribui à iniciativa, Paulo Peixoto, investigador do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra (UC), uma das entidades promotoras do seminário.

Em Portugal, “o principal desafio consiste”, antes de mais, na criação de “uma estrutura que inventarie” e promova a preservação desse património “envolvendo as populações”, explicita o especialista, sublinhando que “hoje, não existe nada” nesse sentido, para além de ações isoladas.

“Não temos um trabalho de fundo e sustentado para responder ao desafio dessa inventariação e do envolvimento das populações”, adverte Paulo Peixoto, recordando que o grupo de trabalho para o património imaterial (criado aquando da adesão de Portugal, em 2008, à Convenção do Património Imaterial) se “auto-extinguiu quase logo a seguir” à sua constituição.

Mas os turistas “estão cada vez menos vocacionados para um papel apenas contemplativo”, sustenta o investigador dos CES.

Durante o seminário, será apresentado o filme ‘Memórias de Pedra e Cal: A redescoberta das técnicas construtivas na reabilitação dos centros históricos e na valorização do Património Cultural’, documentário rodado, nos últimos meses de 2012, na região Centro, essencialmente no vale do Mondego, outrora importante via de comunicação, designadamente para o transporte de cal, produzida em fornos de zonas como Penacova, referiu Paulo Peixoto.

O filme, com a duração de 50 minutos, “procura explicar” as áreas históricas das cidades pelas relações que tinham com materiais tradicionais”, como, por exemplo, a cal, adiantou o investigador e coautor, com Pedro Providência, Regina Abreu e Noilton Nunes, do guião/roteiro do documentário.

Promovido pelo Núcleo de Estudos sobre Cidades, Culturas e Arquitetura (CCArq) do CES da UC, em parceria com a Direção Regional de Cultura do Centro e com a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), o encontro surge no “âmbito dos 10 anos da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O ‘Seminário internacional sobre património cultural: Portugal – Brasil’, que, como recorda a organização, também é realizado no “Ano de Portugal no Brasil e Ano do Brasil em Portugal”, decorre no auditório do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, na quinta-feira, e na Faculdade de Economia, no dia seguinte.

 

JEF // SSS.

Lusa/Fim

Foto: Uma adepta com um chinelo da Brasil e outro de Portugal enquanto assiste ao jogo da seleçao de Portugal, contra o Brasil, num ecran gigante em Coimbra, 25 de junho de 2010. PAULO NOVAIS/LUSA

 

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar