A palavra “Bombeiro”, com 44% dos votos registados na página da Porto Editora (clique aqui), continua a liderar a escolha para a “Palavra do Ano” 2013, que é feita pelos portugueses a partir da lista apresentada pela equipa de linguistas da Porto Editora.

Em segundo e terceiro lugares mantêm-se “Irrevogável” (18%) e “Inconstitucional” (10%), seguidas por “Grandolada” (9%), “Papa” (6%), “Swap” (4%), “Coadoção”, “Piropo” e “Pós-troika” (3%); e “Corrida” (2%).
Na próxima sexta-feira, dia 20, a Porto Editora divulgará os resultados provisórios da votação da “Palavra do Ano” 2013, que se iniciou no passado dia 2 de dezembro e que se prolonga até ao último minuto deste ano.
As dez palavras vão estar a votação no sítio da Porto Editora (clique aqui) e a palavra vencedora será anunciada a 3 de janeiro de 2014, na Biblioteca Municipal José Saramago, em Loures.

 

Artigo relacionado:

Nas edições anteriores, as palavras vencedoras foram “Entroikado” (2012), “Austeridade” (2011), “Vuvuzela” (2010) e “Esmiuçar” (2009).

 

Artigo relacionado:

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar