Correntes 2917- Onésimo – Apresentação do livro A obsessão da portugalidade

Enquanto meio mundo se consome na busca de uma identidade – deficitária, perdida, indefinida -, Portugal tem demasiada identidade e cuida-a com excessivos desvelos sentimentais e saudosistas.

Uma manifestação superficial disso será, por exemplo, a paroxística paixão recente pelo fado e seus novos intérpretes, que brotam do chão a cada hora que passa.

Onésimo vai mais fundo e, no tom (certo) que lhe é próprio, com a clareza que a distância lhe permite, e a sua mistura habitual de humor e erudição, analisa e disseca os nossos meandros identitários.

onesimo

Partilhar