8 March 2021
III Encontro «Mobilidade Académica na CPLP - Das Aspirações às Concretizações». 7 de maio de 2019.

OEI atribui 21 bolsas a estudantes dos PALOP

Redação, 22 maio 2019 (Lusa)

A Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) anunciou hoje a atribuição de 21 bolsas a estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), um projeto-piloto de mobilidade académica.

Em nota à imprensa, a OEI salienta que o Programa de Mobilidade Académica Paulo Freire – PALOP é “um projeto-piloto inovador inspirado no modelo europeu” – o Erasmus – que vai permitir “a circulação de estudantes entre instituições do ensino superior e portuguesas, com reconhecimento curricular pelas escolas de origem”.

“O programa está a ser dinamizado pelo escritório da OEI em Portugal [em Lisboa] e serve a parceria com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”, refere o comunicado, acrescentando que os estudantes “são originários do Instituto Superior de Educação de Huíla, de Angola, da Universidade de Cabo Verde, da Escola Nacional Superior Tcho Tê, da Guiné-Bissau, da Universidade Pedagógica de Moçambique e da Universidade de São Tomé e Príncipe”.

A OEI explica que os estudantes “foram acolhidos para frequentar um semestre em regime de mobilidade nas Universidades de Lisboa (Instituto da Educação e Faculdade de Letras) do Porto, do Minho, de Aveiro e nos Institutos Politécnicos de Bragança, Leiria e Beja”.

O Programa de Mobilidade Académica Paulo Freire – PALOP foi lançado pela OEI, em 2014, com “o principal objetivo de promover a partilha de conhecimentos de estudantes de graduação ou pós-graduação em formações conducentes à profissão docente”.

A sessão do programa de mobilidade académica para estudantes de ensino superior será apresentado na próxima segunda-feira, na sede da CPLP, com a presença do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, do secretário de Estado da Ciência e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, do secretário-geral da OEI, Mariano Jabonero, do secretário executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Teles, e da diretora da OEI Portugal, Ana Paula Laborinho.

JOP // PVJ – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES