Luanda, 08 jul 2022 (Lusa) – O Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) regista “com pesar” a morte do ex-presidente angolano, José Eduardo dos Santos, que diz ser uma “grande perda para Angola e, também, para o mundo da Língua Portuguesa”.

Numa nota de pesar emitida ao início da tarde, Zacarias da Costa regista “com pesar” o falecimento do Presidente José Eduardo dos Santos e realça a “grande perda para Angola e, também, para o mundo da Língua Portuguesa.”

O “Presidente fundador CPLP, José Eduardo dos Santos foi sempre militante e defensor incansável da projeção da Língua Portuguesa e da consolidação da nossa Comunidade”, acrescenta o secretário executivo da organização.

No comunicado, Zacarias da Costa “exprime os sentimentos de pesar e de solidariedade para com a dor da família e amigos”.

Angola é um dos nove estados-membros da CPLP e exerce neste momento a presidência rotativa da organização.

José Eduardo dos Santos morreu hoje aos 79 anos numa clínica em Barcelona, Espanha, após semanas de internamento, anunciou hoje a presidência angolana, que decretou cindo dias de luto nacional.

José Eduardo dos Santos sucedeu a Agostinho Neto como Presidente de Angola em 1979 e deixou o cargo em 2017, cumprindo uma das mais longas presidências no mundo, marcada por acusações de corrupção e nepotismo.

Em 2017, renunciou a recandidatar-se e o atual Presidente, João Lourenço, sucedeu-lhe no cargo, tendo sido eleito também pelo Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que governa no país desde a independência de Portugal, em 1975.

ATR // PJA – Lusa/fim

Zungueiras choram e cantam pela morte do ex-Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, no bairro do São Paulo, em Luanda, Angola, 08 de julho de 2022. O antigo Presidente de Angola morreu hoje aos 79 anos numa clínica em Barcelona, Espanha, após semanas de internamento, anunciou hoje a presidência angolana, que decretou cinco dias de luto nacional. AMPE ROGÉRIO/LUSA

Partilhar