7 March 2021

Novo dono do DN, do JN, da rádio TSF, …

A aquisição de órgãos de comunicação em Angola, Moçambique e Brasil estão nos planos da KNJ Investment Limited para o grupo Global Media. A entrada da empresa de Macau no capital do grupo português não vai implicar mais despedimentos, garante o administrador Kevin Ho.

1-kevinho

Rodrigo de Matos

A empresa de Macau que se prepara para adquirir uma parcela maioritária de 30 por cento no grupo português Global Media – proprietário do Diário de Notícias, do Jornal de Notícias e da rádio TSF, entre outros – garante não ter qualquer interesse em interferir com as linhas editoriais dos meios de comunicação do grupo. Kevin Ho, director-executivo da KNJ Investiment, afastou ainda o cenário de eventuais despedimentos dentro das empresas do grupo e revelou o desejo de expandir os negócios do grupo para outros países de língua portuguesa.

“Antes de mais, estamos a investir numa empresa porque acreditamos nas suas actividades nucleares”, afirmou Kevin Ho, em declarações proferidas ontem, à margem do Fórum de Jovens Empresários da China e Países de Língua Portuguesa, incluído na Feira Internacional de Macau (MIF).

“Os conteúdos não vão ser afectados. Respeitamos a parte editorial e as notícias”, garantiu o empresário, sublinhando que os dois principais jornais do grupo – o DN e o JN – “já são bastante influentes em Portugal” e que o reforço necessário para fazer a empresa crescer não passa por contaminar com propaganda o tratamento da informação pelas redacções. “

Apenas temos de reforçar o negócio. A parte editorial será sempre independente e não pretendemos afectá-la. Vamos, pelo contrário, inventar e descobrir mais formas de atrair anunciantes e abrir novas linhas de negócio através dos novos média”, reiterou.

O meu mercado é a língua portuguesa.

Ler o artigo completo (Ponto Final)

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES